quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Delícia de nostalgia!

Eu fiz cursinho pré-vestibular. 1 ano e meio. Isso em 19000 e minha vó gostosa. Lá já se vão 10 anos. É olhando pra trás e lembrando dessas coisas que eu me sinto um pouco vivida (velha).

Um dia eu sonhei em seguir uma carreira de Designer Industrial. Lutei pra isso (e disso eu jamais posso esquecer!). Minha ambição era entrar na federal do RS e para isso eu tinha que estudar muito. Poucas vagas, muita disputa, mas era um sonho (apenas mais um sonho).

Menina do interior, com histórico de 3 escolas públicas. O cursinho de cidade pequena é de péssima qualidade. Eu sei que não é o lugar que faz o aluno. Eu sempre tive boas notas, boa aluna aí é outro departamento e no cursinho não foi diferente.

Era bem puxado pra mim. Estudava o terceiro ano pela manhã. Trabalhava com meu irmão a tarde. E a noite? Todas as noites eu tinha cursinho assim como nos sábados que eram revisão.

Na época tive que abrir mão do inglês, por que não tinha tempo e nem dinheiro, tive que fazer escolhas. Escolhas importantes pra quem só tinha 17 anos.

Eu não tinha tempo para mim.

Como Lucí???

"E aquelas aulas de Geografia que vc matava toda semana do cursinho?"

É eu assumo. Eu matava todas as aulas de Geografia e Espanhol do cursinho. E nesse tempo livre ia com umas amigas para praça colocar conversa fora.

Não passei no vestibular que eu queria, passei em outro, ingressei em outra universidade, mudei de cidade, mudei de estado, mudei de amigas...

... mas nem uma ponta de arrependimento, as matérias que deixei de rever, não valem as lembranças que eu guardo daqueles momentos!

Um comentário:

Bárbara Fróis disse...

A minha história é um pouco diferente. Eu matava aula do cursiinho sim, não de Geografia, mas sim de fisica e quimica e também não era pra jogar conversa fora, era pra namorar! (Mas não matava aula pra namorar porque meu pai não deixava não, nessa época eu ja morava em republica,é porque as aulas eram chatas mesmo) Hehehehe
Bejos adoreii aqui