sábado, 31 de dezembro de 2011

2012, te esperamos!

(...)

A Lucí escreveu, escreveu, escreveu e no final cola um negócio pronto. Tsc, tsc, tsc...

Bom, eu vou imitar ela e rever 2011 por períodos. Podemos dizer que começou de forma espetacular (como finalizou 2010), no meio do ano a coisa ficou ruim e agora vamos recuperando novamente. Saldo positivo.

Faltou tempo para muita coisa. Não foi este ano que consegui tirar o brevê (o amigo que voz escreve é aspirante a piloto aéreo - meramente por desejo de criança), não consegui estudar para conquistar a fluência em inglês, espanhol e alemão, tampouco em mandarim. Foi ano de muito trabalho, algumas decepções, muitas alegrias e realizações. Podemos dizer que 2011 foi o ano mais racional que tive. Mas não sei até onde isto é bom ou ruim... rsrsrs

E eu desejo à vocês que 2012 seja o melhor ano de suas vidas! Que seus desejos se realizem, e que seus sonhos virem realidade! Além, claro, daquele clichê de muita saúde, paz, sucesso, harmonia, luz, alegria, felicidade, amor e etc, etc, etc.

Lucí, em especial desejo que você volte ao seu eixo, que consiga retomar as rédeas da sua vida. Você fica muito chata quando está triste.
:-)

P.S.: Tbm te amo.

(...)

Adeus 2011



"Só estou tentando achar
A melhor parte de mim..."

It´s not easy - Five For Fighting


O que dizer desse ano? Bom, até dois meses atras eu diria que foi um ano muito bom, mas depois a coisa desandou de um jeito que não merece melhores explicações.

No geral foi melhor que muitos outros anos. Profissionalmente e financeiramente, um dos melhores. Emocionalmente? Foi bem confuso. As vezes criamos monstros dentro de nós mesmo, mas eu sempre escolho ser feliz e de tudo de ruim que aconteceu e está acontecendo eu sei que no final tudo acaba bem, como em todas as histórias, nem sempre como a gente deseja, mas como a vida destina e "que a vida cria situações para nos forçar a enfrentar nossos medos" (Zibia Gasparetto)

O ano passado foi um ano de recomeço, de grandes conquistas e feitos e esse ano eu diria de consolidação e provações. Comecei o ano trocando de trabalho, mais por que questão de valorização do que eu faço do que por vontade de recomeçar em outro lugar, sair da minha velha rotina sempre me assusta, mas encontrei um ambiente que me acolheu, que me valorizou e que eu amo trabalhar lá, mas tenho ambição de voar mais alto e me dedico a isso, quem sabe um objetivo para o próximo ano?

Enfrentei problemas com colegas de trabalho, sofri bastante com isso na metade do ano, pensei como tem gente que consegue ser feliz com a infelicidade dos outros e aprendi que tem pessoas que lutam para conquistar o seu espaço através do seu trabalho, mas sempre haverá aquelas que preferem lutar contra os outros.

Isso já passou, foi algo que consegui contornar, não da melhor maneira, pq muitas vezes explodi, outras chorei no banheiro, mas com muita dedicação e muito trabalho consegui o respeito de todos.

Não lembro de ter traçado nenhuma meta para esse ano, com exceção da leitura de um livro por mês, que dentro de todo tempo que eu tenho eu achei que seria algo que eu conseguiria fazer, mas não imaginava que esse ano eu trabalharia a exaustão e o pouco tempo livre que tive, não tinha vontade de ler, de não fazer nada, apenas dormir e descançar. Porém na metade do ano eu lembrei de que havia me comprometido a ler um livro por mês, mas até então eu não havia conseguido ler mais que 4, foi quando percebi que um livro por mês é igual a doze e desde que eu lesse esses 12 livros, não importava que não foi um por mês, então entrei de cabeça na leitura, que querendo ou não, foi a minha salvação, que me fez desligar dos problemas muitas vezes, e consegui, li 12 terminei o último ainda ontem quem quiser conferir é só ir *AQUI*

Bom, na faculdade fui aos trancos e barrancos, não consegui me dedicar como gostaria, mas prometo que esse ano vou me dedicar mais aos cursos e ao estudo, masss conheci minha irmã de alma, com quem eu faço questão de sair da aula e sentar com ela na cantina nem que seja pra meia hora de conversa, não tem como dizer o quanto ela me faz bem e que mesmo diante de todas as dificuldades ela me liga e diz "oi xuxu". É minha companhia especial, que a gente vai se formar junto, vai fazer a festa junto e é para alguém que eu mando todas as minhas energias positivas para a virada desse ano.

Sinceramente não acredito que mudar o número do calendário mude alguma coisa na vida da gente, mas eu acredito em energia, e se for pra sentir que sejam coisas boas, lembrar do que foi bom, não é hora pra lembrar de coisas ruins que aconteceu durante o ano, é hora de lembrar dos sorrisos, do carinho, daquela mão que te foi dada, de um abraço, de uma conversa, de uma comida, de sonhos conquistados e sonhos desejados.

Termino o post com as palavras do mestre Fernando Sabino, que eu as ouvi em um momento muito importante e espero que elas levem até quem ler, a mesma esperança que eu tive quando eu ouvi...

"De tudo ficaram três coisas...
A certeza de que estamos começando...
A certeza de que é preciso continuar...
A certeza de que podemos ser interrompidos antes de terminar...

Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro!"

(Fernando Sabino)

FELIZ 2012!!

sábado, 24 de dezembro de 2011

É Natal...


Não serei desagradavel esse ano, nem vou destilar minhas más impressões sobre o Natal, já assustei gente demais com o que eu penso.

Sinceramente, do fundinho do meu coração, desejo a todos que compartilharam seu tempo lendo um pouco do que eu escrevo, do que eu penso, desejo um ÓTIMO NATAL, que Papai Noel realize todos os seus sonhos!

UM FELIZ NATAL!