segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Corra e diga aos anjos...


...que agora está tudo bem...



Esse ano não é um dos meus melhores. E nem um dos piores (salve!). Também não passo por um bom momento, já estive no fundo do poço algumas vezes nos últimos meses, mas somente agora ensaio um retorno, uma retomada das coisas que me dão um pouco de prazer.

A vida anda devagar. Ando pensativa e triste ... por conta dos meus próprios pensamentos e a galerinha próxima a mim não contribui muito,  as criticas e cobranças estão proporcionais ao meu desanimo com a vida.

É um ano tranquilo em relação ao meu trabalho. Simplesmente cumpro meu horário, faço o que precisa ser feito. As vezes melhor do que devo e outras o suficiente para executa-lo. Entro muda e saio calada. Estou de poucas amizades, de pouca conversa. Não compro brigas desnecessárias, na verdade não compro briga com ninguém, por que meu nível de intolerância chegou ao ponto que discutir se faz desnecessario...e eu sinto que estou a ponto de partir pra agressão física.

É dificil retornar a escrever um texto que escrevi a parte de cima ontem, mas meu note acabou a bateria e eu nao estava afim de me locomover para pegar o cabo. Então fica sem conclusao de raciocio...por que depois de um dia cheio, eu volto a terminar pelo celular mesmo, apenas para não ficar mais um abandonado nos rascunhos.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Por onde eu começo? Walk...



[...]
Estou dançando na minha cova, correndo pelo fogo
Sempre, a qualquer momento, eu não quero morrer nunca
Eu não quero partir jamais, eu nunca direi adeus
[...]


Eu escrevo esse texto mentalmente por vários dias. Não me sinto a vontade pra falar de mim.. da minha vida. Estou passando uma fase negra. Enfrento novamente problemas de saúde e já passei da fase da negação... mas não entrei na fase da aceitação. Sim, já chorei e pensei.. "Merda! Eu só tenho 34 anos!".

Mas vamos lá, cabeça erguida como sempre! Assim como o cara aí de cima... minhas cordas vocais alojam um cisto, descoberto a quase dois meses, antes mesmo de saber do "Show das poderosas". Uma perda de voz constante... junto com um cansaço. Bom eu julgava andar com preguiça de falar, antes fosse somente isso. Segundo a otorrino.. vamos observar o comportamento dele.

Ahhh! Minha tireoide também resolveu virar hospedaria, existe outro cisto de 3mm fazendo residência no meu pescoço pelo lado direito. Segundo a endócrino...vamos observar o comportamento dele...

No mais eu vou levando a vida.

Ou a vida vai me levando?

Pretendo voltar a escrever, preciso.. mas nos últimos tempos realmente eu me isolei, foi necessário.



domingo, 11 de setembro de 2016

...

Eu descobri o quanto fones de ouvido são libertadores. Eles me levam para um lugar onde eu sou inatingivel.

Pode falar meu bem, nem que eu quisesse eu iria ouvi- lo. Estou protegida...

O que meus ouvidos não escutam...não fere meu coração.