terça-feira, 30 de janeiro de 2018

por dentro...

Pensando no retorno ao trabalho... comecei a pensar na roupa. Quero causar impacto.. esplendorosa por fora e arrasada por dentro. Lindo....

Ano passado fui de vestido e rasteirinha.. ficaram todas impressonadas... afinal escondi a ogra que habita dentro de mim e me fantasiei de princesa.

Adoro ver a cara delas... não perco uma oportunidade de fazerem aqueles olhos que me julgam todos os dias.. pelas minhas roupas basicas e confortaveis que eu amo de paixão... agradecerem por eu não me arrumar todos dias... eu as ofoscuria...

Deixo pra elas.. que precisam todos os dias.. de quilos de maquiagem.. cheio de pinduriucaios.. o salto alto.. o perfume forte..

Eu não preciso. Elas precisam de alguma forma aparecer... falta-lhes inteligencia.

É minha pequena vingança.. pelo menos algumas vezes por ano.. elas sentem inveja..

E esse ano vou de longo... tampando ate minha unha do pe.. assim escondo tambem o que esta por dentro..

domingo, 28 de janeiro de 2018

Por nos

Em dias como hj... é que eu olho pra ele e entendo por que eu nunca desisto de nós... é por que ele nunca desiste de mim.

Ele sabe o que eu preciso e quando eu preciso. Eu estive completamente fora de mim... ele tira um tempo e me faz surpresa... foi bom..não foi melhor por que eu não me sinto de bem comigo mesma... 

Eu olho pra ele e sinto vergonha.. penso que ele merecia uma mulher melhor... mas ele nunca foi homem que se abate com as dificuldades e segundo ele.. eu fui a mulher que ele escolheu pra passar toda a vida dele.

É reconfortante. Ele me passa uma segurança.. perto dele eu não tenho medo de nada.. eu me sinto protegida, cuidada e amada..

Posso no calor das minhas fraquezas.. pensar ou dizer coisas.. mas sempre com a certeza que esse homem... sempre me amou e vai sempre me amar.

Acho que é disso que eu sinto falta..da insegurança.. do medo de perder...

Até que a morte nos separe...

Ai eu serei livre do sentimento de culpa..

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

...

Não ta facil.. nao mesmo.
Nao estou nos meus melhotes dias.
Os pensamentos pertubadores voltaram.. e passaram parte da manhã na minha cabeça.. aquelas vozes negativas.

Tentei nao ouvi-las.. tendei entender por que estava pensando assim. Entendi. Por algum tempo foi melhor.. me entendi. Depois explodi... explodi.. explodi..

Ja chorei tanto. É uma raiva tão grande de mim... minhas mão tremem...meu coração bate forte. Eu sou a pessoa que eu mais odeio no mundo.

Sinto tanta raiva de mim.
Tanta.
E nao minto... nao vou fingir que nao tenho vontade de acabar com toda essa dor.. arrancar esse odio que eu tenho dentro de mim.

Ai eu lembro do rostinho dela.. da voz.. do sorriso.. e tento me acalmar.. penso que ela nao merece carregar essa dor pro resto da vida dela.

E me sacrifico.. em choro.