segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

em tempos assim..

Somento quando entro aqui e leio a data da última postagem é que me dou conta de todo o tempo que passou. Faz tempo. Tempo é a palavra.

Falta-me tempo. Dizem-me que é a minha falta de organização, eu diria que é meu foco.

Hoje em dia posso dizer que tenho tres grandes focos, acredito que para a maioria das pessoas também seja isso:

-Trabalhar.
-Estudar.
-Casa (entenda-se como família).

São minhas prioridades, tudo o mais é resto. E quando não estou ocupada com nenhuma dessas 3 coisas eu estou descançando: vendo TV, lendo,dormindo.

Teve um tempo atras que o blog era a minha única ocupação, eu tinha tempo para alimenta-lo, para visitar outros blogs, ler e comentar, hoje eu mal tenho tempo de vir aqui dar o ar da graça, mas eu não reclamo não, estou bem melhor hoje sem tempo do que quando eu tinha tempo.

E antes de qualquer coisa: eu preciso desse tempo, ando em busca da paz perdida, mesmo tendo meus 3 alicerces em equilibrio!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Wando

Passei o dia todo fora ontem, sem acesso a internet, sem tv, fazendo um curso no meio de um monte de gente estranha, totalmente isolada. Quando cheguei em casa e liguei o computador, a primeira noticia a de capa, informava a morte do cantor Wando.

A gente acaba levando um choque, como se pessoas famosas nunca podem morrer. Foi inevitável lembrar que Wando fez parte da minha infância por um tempo, foi o auge da carreira dele, hoje sou sincera em dizer que não escuto mais, mas toda vez que escuto fico meio nostalgica.

Meu pai tinha um rádio relógio em sua cabeceira, ele fez uma gambiarra e puxou uns fios e ele acoplou um caixinha de som que ficava em cima do guarda-roupa. Ele dormia ouvindo rádio, eu devia ter uns 5 anos e dormia em um berço nesse mesmo quarto com eles, é eu tinha medo do escuro, quer dizer de ficar sozinha no escuro e por isso dormia ali ao som de Wando, Amado Batista entre outros. Dói lembrar, pq esses tempos não voltam mais...

Bom, as crianças de hoje cantam Michel Teló...com o ai se eu te pego.. eu cantava Wando.

"Você é luz, raio estrela e luar...manhã de sol...meu iaia meio ioio..."

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

É dia de comemorar...

(...)

Idade de uma dama é algo que alguns tratam com sigilo. Mas como a Lucí não é chegada nestas convenções, vou falar abertamente: eu achava que ela estava ficando mais velha. Juro que nas minhas contas já havia passado dos 30.

Mas como ela diz que é 30, então vamos considerar 30.

Uma trintona inteirinha, diga-se de passagem. Ainda dá bom um caldo ;-)

Lucí, eu não vou ficar aqui falando um monte de abobrinha, primeiro porque está tarde da noite e eu estou cansado e com sono, e segundo porque tu mesma não gosta disso.

Tu sabe que tem um cantinho alugado aqui no meu coração (dizem que com isto e + R$ 2,50 dá pra comprar uma latinha de Coca-Cola).

Eu a conheço desde antes de seus 20 e poucos anos. Ficamos mais perto, mais longe, beeem afastados, novamente perto, e agora ao que parece a coisa anda com uma maturidade acentuada (felizmente ou infelizmente?).

Acho que a gente virou adulto (será??).

Acompanhei suas loucuras, seu sofrimento, seus rancores (é uma verdadeira velha precoce), suas alegrias, desconfianças (eita bicho desconfiado).

Admiro a maneira de como aprendeu a gostar de bichos, quando mais nova não era assim (talvez o casamento tenha ajudado... hahaha). Fico fascinado pela vaidade discreta dela, que às vezes ela deixa escorregar.

Também admiro como ela aprendeu a expressar o carinho que sente pelas pessoas. Adoro quando ela fica sem jeito ou sem razão. Qual dos dois? Não importa, ela nunca assume.

Acho que perdi o jeito, talvez não saiba escrever ou demonstrar, mas te desejo o que há de melhor no mundo ;-)

Parabéns pelos primeiros 30 anos de sua vida.

(...)



(...)

I...


Eu sou uma rodovia de mão única 
Sou uma estrada para longe
Que segue você de volta para casa

Eu sou uma luz de rua acesa
Sou uma luz branca ofuscante
Piscando sem parar

Em tempos assim,
Você aprende a viver de novo.
Em tempos assim,
Você se entrega e se entrega de novo.

Em tempos assim,
Você aprende a amar de novo.
Tempos assim
Outra e outra vez

Eu sou um novo dia nascendo
Sou um novo céu que
Abrigará as estrelas esta noite

Eu, eu estou um pouco dividido
Devo ficar ou fugir
E deixar tudo para trás?

Em tempos assim,
Você aprende a viver de novo.
Em tempos assim,
Você se entrega e se entrega novo.

Em tempos assim,
Você aprende a amar de novo.
Tempos assim
Outra e outra vez

Tradução: Times Like These-Foo Fighters
 
Bem vindo os 30 anos!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Infeliz coincidência...

Ontem na volta pra casa, mal entro no ônibus, sento, me ajeito... na rádio do ônibus....

"I've been roaming around

Always looking down at all I see
Painted faces, fill the places I can't reach

You know that I can use somebody"

Um longo suspiro, parece que quanto mais você tenta esquecer algo, mais o universo conspira!

Um bom final de semana a todos....

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Uma pontinha de saudades

Uma pontinha do coração doeu quando sentei aquela mesa e vi os olhares de interrogação me fuzilando, o coração apertou e eu senti saudades.

Saudades de saber quem eu era e que não precisa de apresentações, saudades de ser aceita com todos meus defeitos e saudades do carinho, dos olhares amigos, dos sorrisos de todos os dias, saudades da hora do café, dos assuntos descabidos, saudades de ser chamada apenas por Lu, saudades de saber de tudo exatamente como era, saudades de não precisa provar que sou boa em alguma coisa. Apenas saudades.

É assim, eu sei, vai passar, todo recomeço não importa, sempre da essa saudade do velho. Será um caminho necessário a trilhar, mas eu sei que logo isso deixará de ser saudade para se tornar rotina, a única coisa que vai mudar serão os olhos e os sorrisos.Bom.. esses ficarão apenas na minha lembrança, mas a vida é assim, pessoas vem e vão em nossas vidas!