sábado, 6 de fevereiro de 2016

Bem vindo...34!


Será mais um daqueles textos programados, porém é por uma boa causa. Sábado (hoje) é meu aniversário! Olha a animação da pessoa aqui ... é, escrever de véspera nem sempre é tão legal, não é nada legal, mas esse ano não sei, estou com energias boas. Não passei por nenhum inferno astral antes, espero que daqui pra frente também não.

Bem provável que nessas alturas das horas eu já tenha feito meu cabelo, e espero estar gostando dele, sempre sinto frio na barriga quando entrego ele a mãos desconhecidas, ainda não encontrei profissional nessa cidade pra chamar de meu e assim eu vou mudando, posso estar arrependida...mas cabelo cresce flor! E o teu cresce bem rápido.. então sem neuras!

A programação... bom durante a tarde preciso comprar algumas coisas de rotina, dia de feira. A noite a planejada pizza, a parte boa... a gente vai se acabar na pizza. Amo..amo, melhor que isso, só dois disso.

Espero passar um dia em paz com minha família, reza a lenda que Saponildo irá fazer um bolo pra mim, está prometendo o mês todo, da ate um pouco de medo da sujeira que ele vai deixar minha cozinha, mas não irei impedi-lo de fazer esse agrado, está aí uma coisa que ele sabe fazer bem, bolo de chocolate... bichinho tem uma mão!

A Lígia fala que vai me dar um presente "uma pulseira e um brinquinho". Preciso confiar no bom gosto da minha filha, por que o do pai dela..."céus!", posso esperar por algo bem brega, com cara dos anos 80!

Mas nada importa.. espero que hoje o dia seja de alegrias e sorrisos!

Apenas obrigada!

E eu esperava ao menos um email de felicitações...entre tantos outros! Mesmo que pra olhar, apagar.. e pensar....

"alguém lembrou de mim!"....

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

só uma menina...

Quando nossos olhos se cruzaram, eu estava naquele corre corre de sempre, nem lembro ao certo o que estava falando, só lembro de ter olhado pra longe, vendo se já estava próxima ao banco, ao me aproximar da esquina, eu a vi... ali sentada, exausta, triste...meus olhos percorreram seu rosto, um leve sorriso entre nós e não pude deixar de reparar na barriga que ela carregava.

A única coisa que pensei foi: "Deus!".. e continuei o meu caminho....

Carrego os olhos dela, antes dela me olhar...Vazios, tristes e cansados...

É só mais uma menina mãe...

Meu coração ficou em pedaços.  Não é minha amiga, conhecida de longe. Ela foi minha vizinha, tinha uma irmã muito querida, que ficou minha amiga, uma menina de 5 anos, e eu estava gravida na época. Essa moça que me refiro, já tinha uma bebe de uns 8 meses naquele tempo, engravidou com 13 anos, lembro de ver ela passando na rua com o namoradinho, os dois umas gracinhas, lindos. Eu já fiquei com uma dó quando a vi gravida pela primeira vez, antes mesmo da Lígia nascer eles se mudaram e nunca mais os tinha visto, ate aquela tarde.

Não é fácil, mas quem sou eu pra julgar... ela é só uma menina!


...