sábado, 30 de julho de 2011

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Então...

Não me recordo bem se foi ontem ou outro dia qualquer da semana, em que li uma entrevista do Dinho Ouro Preto em uma revista velha largada num canto da sala do meu trabalho, em que relatava a trajetória da carreira dele, em que uma parte ele fala sobre como quando se é jovem a gente pensa que não temos tempo para errar e como queremos tudo intensamente, justificando assim seus erros passados e como ele percebe o contrário com a maturidade.

Fato. Não tenho mais 20 anos, já estou com os dois pés nos 30 com quase 15 anos em cada perna e compactuo com a idéia do Dinho, quando se é jovem tem-se a ideia errada que não temos tempo e somente com a idade percebemos e olhamos pra tras, que erramos, acertamos e sempre existe saída.

O que faz a diferença é saber até que ponto as pessoas estão dispostas a se arriscar.

Hoje eu quero uma zona de conforto. Existe uma enorme diferença entre as coisas que eu quero e as que eu realmente preciso. Não é comodismo. É a minha necessidade. Eu sei que eu tenho todo o tempo, não sou mais adolescente, nao sou mais intensa, sou racional.

Preciso viver intensamente uma vida normal e desculpe se eu sou uma pessoa frustrante!

"Somos apenas duas almas perdidas
Nadando num aquário
Ano após ano
Correndo sobre este mesmo velho chão
O que encontramos?
Os mesmos velhos medos"

Wish you were here - Pink Floyd

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Selling the Drama

(...)



(...)

Gostaria de ser mais burra

Entre tantas outras coisas que me revoltam e me deixam com a lingua e as patas afiadas, é ser cobrada por coisas que estão fora da minha responsabilidade.

Sim eu sei que sou metida, mas mesmo assim eu odeio ficar me intrometendo no trabalho alheio, em últmos casos eu meto a cara e a experiência particular me comprova que eu não devo fazer isso, por que sei que vou me arrepender depois.

E quando eu não me intrometo eu sou cobrada igual, "mas como tu não viu?" .."mas como...??", como se além de eu cuidar do meu trabalho eu tenho que cuidar tudo a minha volta pra ver se estão fazendo tudo direitinho.

Quando eu vejo que a coisa não anda que "faço a frente", se tudo der certo, epaaa! Parabéns a equipe! Se algo der errado, culpa da Lucí, que não cuidou do seu trabalho e foi meter o nariz onde não era chamada!

E quando eu finjo que não vejo, bingo! Sou chamada atenção igual!

Que diabos de carma é esse? Que de certa forta eu sempre to enrolada?

Minha chefinha de quarto escalão, diz que tenho "uma lider" dentro de mim, que é por isso que todos me cobram responsabilidades, que me destaco, que falo o que os outros gostariam de falar e só pensam e por isso que dando certo ou errado é a mim que eles vão questionar.

Queria mesmo é que "eles" lembrassem de mim, e me dessem um aumento e não puxões de orelha por erro de pessoas a minha volta. É nessas horas que eu lembro a frasesinha que disse a um amigo pelo msn: "gostaria de ser mais burrinha as vezes!".

quarta-feira, 27 de julho de 2011

"Moreno alto, bonito e sensual"

Bom o título da postagem não tem muito haver com o tema em si. Nesses dias corridos e cansativos, nem me dava mais o luxo de dormir e sonhar ou se sonhasse não lembrava do que.

Essa noite sonhei com T. Quem é T? T é T. Foi meu instrutor de moto. Sim, um moreno alto, o bonito e sensual ficava por conta da simpatia e do sorriso largo que dava pra mim, deixando bem as claras que sempre me respeitou e por vezes falando até mais baixo do que o habitual quando avistava Saponildo a espera.

Por vezes, fazendo o "8", ficava observando ele ao telefone e essa música sempre vinha a minha cabeça "moreno alto, bonito e sensual e acrescentava erradamente: "talvez você seja a solução para os meus problemas!".

Com ele aprendi tudo e não aprendi nada, como ele sempre dizia: "o resto você vai aprender na rua!". Por vezes demos risadas juntos, ele criticando a minha teimosia e minha cabeça dura por querer mudar e quebrar as regras, dizendo que eu não ia passar na prova. Comemoramos juntos com direito a pulinhos quando eu fui aprovada. Foram dias interessantes e felizes, dentro das possibilidades.

E acredito que por praticamente todos os dias eu lembrar das coisas que ele me falava e ontem acreditar te-lo visto passar de moto por mim, é que sonhei com ele.

Sim, por que o moreno alto, não tinha o defeito da maioria dos homens bonitos, era simpático e sabia me convencer de suas ideias com uma delicada educação "Se tu não fizer como eu digo, tu não vai passar na prova!" Dito assim.. dessa forma mesmo, e depois de ver a minha cara de revolta, soltava um dos sorrisos mais gostosos de se ver.

Ahh e o sonho? Me perdi no assunto, o sonho não foi nada demais, era apenas ele repetindo as coisas que ele me dizia na auto escola, a graça estava mais em lembrar o que eu sonhei e com quem!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Hoje em dia

Passei por um período de "desintoxicação virtual" e agora posso dizer que eu estou "limpa". Foi apenas uma necessidade, de estar longe, de sumir e viver mais intensamente o real.

"Eu estava andando por aí, apenas mais um rosto na multidão
Tentando me esconder da chuva"


Andava a me culpar pelas horas inúteis que passava na internet, todo mundo sabe como é, olha aqui, clica lá, volta e vai e as horas vão passando, mas assim como senti a necessidade de me ausentar, também sinto que preciso escrever.

"Tem um homem na esquina, cantando canções antigas sobre mudanças"

Não me iludi, achando que me ausentando de tudo e de todos, ia usar as horas de descanço de forma mais "útil", mas descansei mais, dormi mais, li mais e todo o tempo que gastei, gastei comigo.

"Todo mundo tem sua cruz para carregar, hoje em dia"

A vida anda na mesma, e ainda bem que anda na mesma. Intensa. Cansativa. Estressante. Dias e noites curtas.

Aconteceram coisas ruins que me fizeram repensar a pessoa que eu sou e pensando cheguei a conclusão que o mundo deve me aceitar da forma como sou, mas que devo ser mais flexivel.

Aconteceram coisas boas, como já consegui passar na prova prática da CNH e comemorar intensamente por mais essa conquista. Conhecer pessoas bacanas e crer que ainda existem pessoas que valem o tempo que a gente perde com elas, por que o tempo deixa de ser inútil e passa  ser útil.

"Ela surgiu buscando abrigo com uma mala cheia de sonhos"

Acredito que de tudo de ruim que acontece na vida da gente, nada nos adianta, se não tirarmos algum aprendizado, se não nos permitir reflexões. Nem sempre é nossa culpa e nem sempre tem culpados, mas tem que acha sempre alguém para por a culpa.

Lá no fundo, por mais que tente lutar contra, ainda sou a "guria" que sai do interior pra tentar a sorte em outro estado, uma mala apenas cheia de sonhos. Não me cobro por sonhos que não conquistei, por que a maioria dos meus sonhos foram moldando-se a minha realidade, nem todos eu conquistei, mas conquistei alguns impenssaveis para mim e que nao vivo sem essas conquistas hoje.

"Não há mais nada no que se apoiar hoje em dia"

Se eu pudesse resumir em uma palavra tudo que está a minha volta, seria "desconfiança". Não confio em ninguém, não é paranoia, mas em que eu não confio é por que tenho motivos para não confiar.

Aguardarei por dias melhores.

"Hoje em dia - as estrelas parecem estar fora do alcance
Hoje em dia - não há uma escada nestas ruas
Hoje em dia - tudo é rápido, o amor não dura
Não há tempo a perder
Não sobrou ninguém para tomar a culpa
E não sobrou mais ninguém, mas apenas nós hoje em dia"
 
♪♪♪
 
*Frases retiradas da tradução da música These days - Bon Jovi

sábado, 2 de julho de 2011

Não

(...)

Não vou postar mais nada enquanto houver esse layout cheio de florzinha.

:-|

(...)