sexta-feira, 17 de outubro de 2014

De onde eu vim...

Segundo a metereologia no momento é de 21C. Está uma noite agradavel, mas o dia foi bem abafado. Gosto do clima daqui, parece que as estações do ano realmente existem, nao gostava do clima de BC, apesar de serem cidades vizinhas, lá é bem mais quente.
 
Não gosto de calor, está ai outra coisa que detesto. Simplesmente por que nao se pode fazer muita coisa para "não sentir calor", as opções sao ar, ventilador, pouca roupa. Já o frio... tem as melhores, um bom chocolate quente, vinho, quanto mais roupa maior a sensação de aquecimento, pular, dançar.
 
Tá, tirar a roupa pra tomar banho no inverno, é cruel, é uma prova de coragem, não se pode pensar muito, tira e se joga no chuveiro, só na correria ja aquece o corpo. No calor tem pernilongo, que picam e me deixa toda embolada. Não conseguir dormir com calor, lençol que gruda no corpo, sair do banho ja se sentindo suada. O frio por si só pra mim é mágico.
 
Se eu ficar descrevendo pros e contra faria listas infinitas, mas a minha pessoa combina mais com o frio, mas casei com um "sapo abafado". Olha... é um homem calorento, acho que se ele realmente pudesse andaria só de bermuda e chinelo de dedo. É uma das muitas diferenças (abismo) que existe entre nós. Eu sou friorenta, é só uma brisa passar que já estou a me enrolar em mantas.
 
Esse ano, o verão aqui, foi de um calor quase em nivel insuportavel, a conversa em todos os lugares "nem o ar estava dando conta". Não mesmo. Dia e noite ligado e mesmo assim ainda sentia o bafo que vinha la da rua, mas la por final de março já dava pra dormir ao natural, prefiro assim, Sr. Saponildo não, no maximo o ar tem que estar em 18C, e eu a passar frio nas madrugadas. Aumentava, ele acorda e diminuia e as brigas no meio da noite. Ambos viemos de terras frias, que eu tenho tanta saudade...
 
Ir para a escola com as poças de agua congeladas pela geada. Ir pulando nelas pra quebrar o gelo. Ficar lagarteando no sol, tinha coisa melhor? Pinhão na chapa do fogão a lenha. Melhor, pinhão de qualquer jeito. O cheiro da laranja, inverno pra mim tem cheiro de laranja e bergamota que onde a gente vai carrega junto. Nostalgia presente. Inverno é lembrar da minha infancia e adolescencia, naquela cidade da serra gaucha em que nasci. Todo o inverno a espera da neve, tive a oportunidade de ver a beleza e a tristeza de um dia de neve e mesmo assim a minha mãe dizendo "vai pra catequese sim, a vida nao parou pq esta nevando!"
 
Lembro de dias muitos frios, os dedos doerem, voltar correndo da escola, pq sabia que tinha um fogão a lenha quentinho me esperando, o prazer de aquecer as mãos. A gente que viveu tudo isso aprende a conviver e a gostar do frio. Nasci naquela cidade que quando fazia 24C no verão era de um calor insuportavel.
 
Eu entendo quem tem essa aversao, afinal o que seria do branco se todos gostasse do preto, e acredito que seja algo pessoal, fisiologico mesmo, que nao tem nada haver com adaptação ao clima, pois casei com um sapo que também veio de uma cidade fria, só não sei como sobrevivia e jurou de pés juntos que na minha cidade natal, e até hoje cumpre que nunca mais colocará os pés la no inverno, o frio ele até suportava, mas o desgraçado daquele vento, que assobia no canto da casa ele nao suportava, falei no ouvido dele "meu amor, te apresento o minuano, que só tem na terra em que eu nasci". 
 
Post programado.

Nenhum comentário: