domingo, 31 de outubro de 2010

Feriadão

Hoje resolvi assistir ao Tropa de Elite 2. E não me decepcionei. Achei extraordinário, show de bola, fascinante a forma como foi abordada a política no filme. Tentando explicar o emaranhado de maracutaia e corrupção que forma o nosso país. E como quem quer mudar, acaba sendo mudado ou excluído (o caso do filme) do sistema.

Obra prima nacional. Excelente filme! Assim com o o primeiro, saí fascinado com o segundo. Sensacional!

Durante a sessão (iniciada as 18:10), meu telefone toca duas vezes: meu padrinho (Vereador e secretário de trânsito de uma cidade da região metropolitana de POA); olhei no relógio e eram 19 e posteriormente 19:45. Como ele é do PT (nós raramente discutimos política porque ele sabe minha posição partidária), imaginei do que se tratava, e tentei relaxar e curtir o final do filme.

Ainda na sala do cinema, ao final do filme, o celular toca denovo: minha mãe. Atendi. Perguntou se eu estava bem, se iria "aparecer por lá" (leia-se pousar lá) e se lamentou pelo resultado da eleição. Perguntei os percentuais e ela me falou, e ainda complementou me contando que obtivemos mais de 20% de abstenção.

Nada de errado, vivemos numa democracia. Já fora da sala, o padrinho denovo... Atendi, ele comemorando ainda (provavelmente em algum comitê) me convida para um churrasco de comemoração, afinal apesar de ser totalmente contra os métodos/sistema/ideologias do PT eu sempre o apoiei nas suas campanhas e conheço praticamente todo o pessoal da prefeitura. Agradeci o convite, parabenizei ele (afinal, vivemos numa democracia) e reclinei, vim para casa.

Com alguma coisa entalada na garganta (mentes poluídas...). Depois de ver o filme, receber a notícia de que uma mulher (mulher??) sem nenhuma experiência no executivo (a experiência mais próxima dela foi como secretária de finanças de POA e largou a prefeitura quebrada) foi eleita por um legado de outro presidente.

Não serei hipócrita dizendo que a vida não melhorou. Melhorou, sim! E muito. Mas o que ninguém percebe é que, por exemplo, vocês só estão lendo este POST porque tem Internet, e só tem Internet porque as teles foram privatizadas um dia. Ou hoje pagariam ainda R$ 4 mil reais por uma linha telefônica e um serviço porco (os serviços ainda são ruins, pois as agências não regulam porra nenhuma, mas pelo menos HÁ O SERVIÇO). Melhorou porque houve um plano econômico favorável a evolução e crescimento do país.

Mas me indigno demais em saber que o povo a elegeu porque "a vida melhorou". Brasileiro não tem vergonha na cara. Não interessa se o governo rouba, mata, espiona. Se a vida melhorou, mantenham eles no poder. O resto que se foda!

Cada povo tem os governantes que merecem. E é por isso que vivemos num país de terceiro mundo.

Já falei demais em política aqui e tenho quase certeza de que vou tomar um puxão de orelha de tia Lucí. Mas tava entalado...

Grande beijo a todos e um ótimo início de semana!

4 comentários:

KA disse...

Boa, Luci!
Além disto tudo, o contexto econômico internacionl foi favorável ao país, quer dizer: levaram os méritos por um pacote de circunstâncias, das quais muitos não tiveram nada com isto.
É lamentável constatar que o br é o país da esmola. Com esta mentalidade de assistencialismo, nunca teremos uma nação da qual se orgulhar!
BJ

Ana Lu disse...

Ei!
Não assisti nenhum dos tropas de elites, hahah.
Quanto à política, realmente cada país tem o governante que merece, fazer o que =S
Beijos

Luciana disse...

Sumida!
Ou seria,sumidas?
Relendo alguns posts e comentários vim aqui matar as saudades e dizer que suas orações no momento que precisei foram fundamentais.

Obrigada

Letícia G. Cruz disse...

Olá, como vcs estão? Vê se aparecem hem...Bjs
Bom FDS