terça-feira, 22 de dezembro de 2009

A vida contínua no Planeta Papai Noel...

As vésperas de mais um natal, não sei se é o momento mais adequado pra fazer um post tão soturno, mas também acredito que não posso ficar alheia ao que anda ocorrendo e não posso deixar de compartilhar minhas ideias, por que algumas pessoas em época de natal fingem que o mundo é perfeito. Não é. Lamento!

Minha casa é bem próxima a rua, mesmo ela não sendo tão movimentada, o fluxo de pessoas é até razoável. Sentada terminando minha janta, e como a janela é bem grande para a rua, escuto e vejo quem passa. Passam dois meninos, sim para mim eles são meninos ainda, eles discutiam sobre o preço de uma bucha (ou buxa?). É eles discutiam sobre a venda de drogas. "E quem vai pagar o prejuízo que eu vou ter com a bucha que os meganha pegou!" Eu não sou tão inocente em achar que meu bairro estaria livre disso, o mundo inteiro está contaminado pelas drogas, o estranho é eles estarem falando sobre isso com total liberdade, sem medo de serem ouvidos, pegos. É a tal impunidade.

Esse fato me faz lembrar de outros recentes na cidade. Algumas semanas atrás, assaltaram um hotel, balearam o gerente que morreu no meio da rua, e tentaram fugir de carro, mas os operários de uma construção próxima viram tudo e ajudaram a polícia a prenderem os malandros, pois a poíicia sem essa ajuda nem saberia qual o carro prender!

Esse final de semana o filho do ex-prefeito, ao chocar-se com um táxi, de madrugada, o taxista morreu na hora, das 3 moças que ocupavam o táxi, 2 morreram e uma está gravemente ferida. Espero sinceramente que o incidente seja investigado e o sujeito não fique impune somente por favorecimentos. Por que não é justo famílias perderem seus entes queridos nessa época do ano! Isso sim é triste! *MAIS AQUI*

Onde eu quero chegar comentando essas barbáries?

Moro em uma cidade turística. E infelizmente as autoridades estão somente preocupadas em agradar turistas. Nessa época, em que é decretada oficialmente a temporada de praia (leia-se turista à vista!), o efetivo policial é aumentado, vê-se policiamento em todas as partes, principalmente nos túneis de acesso ao centro (meu marido somente esse ano foi abordado quatro vezes, quando ia trabalhar, na temporada ele tem certeza que isso vai aumentar para no mínimo uma vez por semana!) a infra-estrutura é melhorada, são gastos alguns trocados em decoração de natal e em revitalização das ruas e avenidas. E o resto do ano? Cada um se vira como pode.

Apesar de ser uma cidade turística, uma coisa nos orgulhavamos, era uma cidade com status de capital (casas noturnas, bares, restaurantes e o que se possa imaginar), porém com a criminalidade de cidade pequena.

Hoje não. A criminalidade está batendo a nossa janela, sem medo e sem vergonha. Não é nenhuma novidade o que escrevo aqui! Apenas que sirva de alerta, que no Planeta Papai Noel a vida contínua!

3 comentários:

Lusinha disse...

Quanto mais perto essa criminalidade chega da gente, mas a gente vai se assustando. É uma pena!
Bjitos!

Gota disse...

Obrigado pela visita, Lucy.
/Ultimospassos.blogspot.com
Não sei se digo: "Que bom que se identificou ou que azar amiga"... enfim, não sei qual dos posts leu que realmente gostou ou se passa por "problemas" parecidos... mas que seja bem-vinda sua visita e volte sempre. Vejo que sua consciência social é mais social que a minha, hehe.. sou fechado ao meu próprio mundo na maioria das vezes, logo, acabo escrevendo sempre sobre mim mesmo! Mas gostei da maneira como você se expressa. Estamos aí, Feliz Natal, querida Lucy!

Ass: Zé Gotinha

Rah disse...

É de se assustar mesmo. Mas eu, graças a Deus, não sou o tipo de pessoa que finje que o mundo é perfeito, só porque é Natal.
Beijos! :)