segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

continuação...

E toda história bonita tem um final mais bonito ainda!

Vamos recapitular o último post. Leu? Agora está por dentro do ocorrido.

Bom, minha revolta ainda é grande com a Ong, eu entendo que a demanda de animais encontrados em abandono e maltratos é grande, mas eu sempre procuro ajudar financeiramente por que eu não tenho outros meios de ajudar. Não vou descrever minhas limitações que me impediram de eu pegar o cachorrinho e sair de porta em porta oferecendo ele.

Minha maior indignação foi o com o pouco caso. Com a falta de educação e respeito. As coisas poderiam não ter mudado, mas a sensação de desprezo por quem me atendeu vai ficar na memória.

Vamos ao final feliz?

Eu fiquei observando o cachorro, pra ver se ninguém pegava ou se alguém iria maltrata-lo e somente pelo fato dele perceber que estava sendo observado ele parou de choramingar e isso já me confortou. Pessoas passavam na rua, comentavam e ninguém fazia nada a respeito.

Devagar e longe vinha a carroceira (é como chamam aqui os coletores de lixo reciclável). Ela puxando sua "gaiola", sempre com a mesma expressão de triste. Ela passa e olha o cachorrinho e já pergunta para a vizinha: "Foi abandonado, foi?". A vizinha que não se teve nem o trabalho de falar, apenas acena com a cabeça.

A carroceira, continua seu trabalho. Já era perto de meio-dia e ela passa novamente, acredito eu que fazendo o caminho de volta. E eis o que acontece? Ela se abaixa, pega o bichinho e vê que é uma cadelinha e gentilmente diz: "Vamos embora boneca? Agora você vai ter uma dona!" E comentou novamente com a vizinha que ela já tinha adotado uma outra cachorrinha esse ano e que ela não aguenta ver o animalzinho assim.

Eu chorei.

Boneca, assim chamada por ela, agora eu sei que vai ter um lar.

Agora cá comigo, eu ainda não a vi passar, mas o meu lixo reciclável podem ter certeza que será todo dela e eu ainda quero dar um dinheiro a ela, aquele dinheiro que eu dou a Ong, por algum tempo eu vou desviar, para que ela possa continuar adotando ainda mais animaizinhos e espalhando o bem, por que pra mim isso sim foi um presente de natal, ver com os meus olhos, uma linda ação de uma pessoa que é excluída pela sociedade.

Eu ainda acredito em um mundo melhor.

Um comentário:

Lusinha disse...

Fico feliz de saber que existem pessoas que se salvam nesse mundo, né?
Bjitos!