sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Livros...

Nas últimas semanas voltei a fazer uma coisa que eu gosto muito, mas as vezes me falta o mais importante para fazer isso: livros. Eu amo ler. Não é todo livro que me agrada e me envolve, mas tive sorte por que consegui ler dois seguidos que valem a pena serem comentados.


Almost Blue - Carlo Lucarelli

"... Continuo assim a noite toda por que, quando você não pode ver a luz, dormir de dia ou de noite dá na mesma..."

É um romance policial. Simon é um deficiente visual que "observa" a cidade através de "radares". Na cidade um assassino em serie, Iguana, está solto, matando. Ele chama-se assim, por que a cada assassinato ele tenta assumir a forma da vitima. Somente Simon pode identifica-lo, ele é o único que conhece a voz dele.

O que eu mais achei interessante no livro, é exatamente ser narrado pelo Simon, um defeciente visual e como ele ve a vida. Sempre me perguntei, como era para um deficiente visual imaginar cores que eles nunca viram e no livro essas descrições ficam bem claras. Não enchergamos somente através de cores, mais tem cheiro, forma. E o nome do livro é a música que Simon sempre escuta e ele é um danadinho, me surpreendeu no final.




O menino do pijama listrado - John Boyne

"... ficou olhando para a chuva, perguntando-se se Shmuel, onde quer que estivesse, estaria pensando nele também e sentindo tanta falta de suas conversas quanto ele sentia..."

É uma história narrada por Bruno, cujo pai é um oficial alemão, ele vive em meio ao caos e não se dá conta disso, afinal ele é um menino de 9 anos. E eu não vou descrever mais nada, assim como a orelha do livro.

Esse livro me frustrou um pouco. Passei grande parte do livro detestando Bruno, por ser tão infantil, o que não combinava com a sua inteligência, mimado, egoista, mas não esperava o fim que teve. Mas é o que eu tenho mais pensando ultimamente, a vida é feita de ações e consequencias e infelizmente o pai de Bruno pagou um preço bem alto pela dor que ele causava nas pessoas.

4 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Boas dicas amiga.

Natal...
É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!

Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
harmonia, fraternidade
Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
Que ao som dos sinos
O amor exploda em toda direção!

FELIZ NATAL!
UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

beijooo.

Youko Watanabe disse...

Oi Lucí, lula molusquentaaa!
Por incrivel que pareça, estava eu hj pela Nobel.. e me deparei com o Menino do Pijama Listrado.

Sobre o post sobre a sua mae, reconheci um pouco das tuas palavras, apesar da tua mae ser diferente da minha.

Beijos

Juuh e Bela disse...

eii
enfim alguem que achou esse livro frustrante...

aquela historia de ficar repetindo espressões me irritou... e a historia em si não chegou a me surpreender....

mas emfim...´nenhumka leitura é perda de tempo... só não recomendaria...

bjks

Lusinha disse...

O Menino do Pijama Listrado é fofo e dolorido ao mesmo tempo.
Bjitos!