terça-feira, 28 de setembro de 2010

Encontro de almas

Ainda acredito que alguns sonhos entre pessoas é um encontrar de almas distantes. Alguns dos meus sonhos são de uma realidade que eu nem sei explicar.

...

Na boleia de um caminhão, eu mostrava algumas figuras de um álbum a outra pessoa que fingia interesse no que eu falava e mostrava, eu não conseguia ver o que estava escrito nas figuras, me aproximava mais e mais e a outra pessoa fingia me ajudar e eu sentindo a sua aproximação, o coração acelerado, a respiração. Cada vez mais perto. A outra pessoa me beija, o coração dispara, e eu me afasto em um "não querer, querendo".  Só deu tempo de ouvir " Não foge de mim!". E eu acordo angustiada, com o coração acelerado.

Meu senso de juízo me acompanha até em sonhos.

....

*A boleia de caminhão tem explicação, minha prima me mandou umas fotos dela com o namorado que eles fizeram, e eu fiquei pensativa, por que a menina era tão chatinha que não fazia o tipo que ia namorar um caminhoneiro, mas filha de peixe peixinho é.

*O álbum de figurinhas também tem explicação, só não especifiquei o tema por que ia dar muito na cara e ia associar o sonho a pessoa.

* "O não querer, querendo". Esse também tem explicação.

...

O que não tem explicação é o encontro dessas almas.

2 comentários:

Nanda Assis disse...

vc contou de um jeito tão lindo e poetico. amei.
bjosss...

Talita disse...

Linda postagem...

bjs!!
Talita!!!
tatapalavrasaovento.blogspot.com