terça-feira, 24 de abril de 2012

Adoro...

Sexta- feira passada precisei faltar ao trabalho. Liguei, avisei quem eu achava necessário, abonei a falta em uma das faltas em que eu tinha direito, mesmo assim me senti muito culpada, até por que eu queria ir, mas não podia.

Cheguei ontem lá, meio de canto, escondida, desconfiada, parecia que havia faltado um mês e para minha surpresa descobri o quanto sou querida e abençoada e apesar dessa minha personalidade caracteristica, eu sou muito bem aceita ao ponto de sentirem a minha falta.

Cada colega que chegava, parava uns minutinhos na minha porta, eu senti a sutileza nos olhares e o companheirismo. Ninguém perguntou nada, mas nem precisava, nunca minha vida esteve tanto em pauta, mas parece que elas me acolhiam e entendiam esse momento que estou passando.

Acho que enfim encontrei o meu lugar, a delicadeza da sutileza, sem ninguém invadir minha vida, mas mostrar-se capaz de me apoiar sem nada em troca, fiquei feliz com o dia de ontem e isso me dá certezas de que eu fiz a escolha certa.

Nenhum comentário: