quarta-feira, 27 de abril de 2016

Que dó!

Hoje após ao trabalho decidi ir até a loja de uma conhecida pagar uma conta, coisa que era pra ter feito durante o feriado mas a preguiça não me permitiu. Eu evito ir lá, por que V. é danada de esperta, já conhece meu gosto, acaba trazendo coisas pra loja que sabe que eu vou gostar, sabe meu tamanho, ela tem bom gosto, é uma boutique adorável, mas cara...cara, que eu sempre saio de la com uma sacola e um aperto no coração.

Quando parei o carro na frente, avistei a menina dela que andava por lá. Realmente confirmei o que andavam falando de A., ela estava muito magrinha, uma aparência bem diferente do que a vi a última vez, não faz nem um mês atras.

Entramos na loja, Lígia e eu e ela veio correndo ao nosso encontro. Me abraçou, me beijou e ficou me olhando bem seria. Ela é bem falante...

"Luuu, você é gorda ou magra?"

Eu já sabendo das neuroses que ela andava passando...

"Nem uma coisa, nem outra. Sou saudável!".

Ela sorri pra mim, pega a Lígia pela mão e a chama pra brincar lá dentro...e diz..

"Você é magra! Minha mãe disse que só pessoas magras são bonitas!".

Meu coração se despedaçou por dentro, um aperto, meus olhos marejaram. Que dó! Ela só tem 5 anos! Já haviam me falado que ela estava deixando de comer, por que ela queria ficar magra e bonita! A mãe dela não faz nada, sofre do mesmo problema. Uma mulher lindíssima que vive de cirurgias estéticas! Acabei somente pagando, nesse dia eu não tinha mais animo para comprar nada!

Um comentário:

Asas Negras disse...

Acabamos refletindo parte da personalidade de nossos pais. Isso me faz ter pena dos namorados da sua pequena... Será que ela será melhor Má como a mãe dela?