sexta-feira, 15 de abril de 2016

As faces de um não. (texto inacabado I)

[...]
-Onde tu anda?
-No mesmo lugar. Pq?
-Odeio quando tu some. Vamos almoçar juntos amanhã?
-Não e eu não sumi.
[...]
Mais um pequeno texto inacabado que encontrei no meu rascunho, data de março do ano passado. Meu caro amigo, meus nãos... desculpe, foram necessários, nossas vidas são enroladas demais pra gente se enrolar ainda mais!

Nenhum comentário: