terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Vem 2015!


Chegou a época de refletir o ano que se passou. E eu não fujo a essa regra, é inevitável! Em primeiro instante cheguei a pensar que esse ano foi melhor que o ano passado, fazendo um comparativo breve, mas assim estaria eu sendo injusta com o ano em que nasceu minha filha.

E muitos rodeios fiz em minha cabeça e cheguei a conclusão que eu seria uma ingrata se não agradecesse pelos meus últimos 5 anos, foram bons, muito bons. Entre altos e baixos, dignos de muitas surpresas da vida, mas no geral eu me saí bem.

Esse ano, não foi o melhor de todos, mas de longe passou em ser o pior. Então agradeço por ele.

Agradeço pelas pessoas maravilhosas que cruzaram meu caminho, agradeço aquelas que voltaram a cruzarem meu caminho e também aquelas que seguiram outros caminhos longe de mim.

Uma alegria - Minha pequena Lígia, uma felicidade sem fim. Noites mal dormidas, dentinhos, febre, engatinhar, primeiras palavras.. agora muitas palavras. Andar, correr, subir, descer, pular, cantar e uma infinidade de verbos de uma criança saudável e feliz. Agora já uma mocinha que está a abandonar as fraldas.

Um arrependimento - Cortar meu cabelo. Ceus, era um cabelão e eu não sei onde eu estava com a cabeça quando sentei e mandei aquela mulher passar a tesoura! Ela ainda me perguntou umas cinco vezes se eu tinha certeza. Eu tinha...

Uma escolha certa - Iniciei o ano, mais uma vez trocando o de local de trabalho. Foi uma escolha acertada. Conheci muita gente bacana que acrescentou na minha vida. Faço o que eu amo, com pessoas profissionais, talentosas e humanas. Foi um ano de muitos sorrisos com pessoas que vou levar pra vida toda (outras nem tanto).
 
Foi um ano bom. Um ano de revirar e abrir velhas feridas. Um ano que eu atingi a meta de leitura mínima em meio a esse furacão. Um ano em que eu estive muito saudável. Um ano que eu sorri e chorei na mesma proporção. Um ano que iniciou e terminou com a certeza de escolhas certas. Que eu sou realizada profissionalmente. Que eu não nasci pra ser mãe, mas que eu desempenho bem meu papel. Que eu tenho poucas e verdadeiras amizades. Que eu sempre vou optar por uma vida mais simples, com pessoas mais simples...

Termino o ano de alma limpa! Coração aberto a espera de um ano tão bom quanto esse...

Espero tantas coisas para o próximo ano, coisas que so dependem de mim.

Vou tirar minha CNH, pra carro, é uma necessidade imediata, já que não tem como levar minha pequena de moto por aí. Terminar a minha faculdade, agora que ela já esta grandinha já posso pensar nisso e junto iniciar a minha pos. Se tudo ocorrer como o esperado quero redecorar minha casa. Quero ler mais. Amar mais. Viver mais. Ser ainda mais feliz. Conquistar e reconquistar as pessoas importantes para mim. Mais sonhos. Menos noites mal dormidas.

E que venha e fique somente o que for importante!

Adeus 2014...


[...] Corra e diga aos anjos...
 

 
...que está tudo bem.
 
 
Vem 2015!
 

Nenhum comentário: