domingo, 23 de novembro de 2014

Esperar...

 
"Quantas noites nas últimas semanas eu adormeci com o celular na mão? ..Algumas coisas nunca mudam.. e mais uma vez me pego a esperar...uma espera sem razões e sem porques. Não existem promessas. A espera faz parte da entrega, dos sabores e dessabores da entrega."

Um comentário:

Asas Negras disse...

A distancia para o amor, ou bem querer rs, é como o vento para o fogo. apagará a vela, mas ode transformar uma fogueira em uma tempestade de fogo...