quinta-feira, 1 de julho de 2010

Conselhos da titia Lucí

Eu ando miss rabugenta. Isso é uma fase natural/normal/tolerável em minha vida. Não que eu saia por ai xingando as pessoas, masss.. o meu nível de tolerância como diz aqueles programa de humor "é zero".

E como eu tenho apito chama louco ou eu tenho algo escrito na minha testa do tipo "Se precisa de ajuda, converse comigo". Só pode!

Também não sou do tipo que nega uma boa conversa, mas sabe que tem dias que eu ando egoísta e não estou afim de ouvir problemas alheios, já tenho problemas demais pra pensar, eu simplesmente desapareço, isso era fácil, antes da minha volta a sociedade, simplesmente era só desligar o computador e ir ler um bom livro ou ir ver TV,

Mas e agora? Estou rodeada de gente/serhumando/problematicos e todos atraídos por mim, como um  imã. E eu com esse humor negro/podre/antipático. O que eu faço? (suspense.. respirando fundo!).

Eu falo o que me vem a cabeça, doa a quem doer, se perguntou a minha opinião, é por que quer saber. Não vou dizer aquilo que todo mundo diz, aquilo que beltrana quer ouvir, não faço o tipinho "amiga".

Entre outros fatos desencadeantes:

Não tenho mais paciência pra tolerar adolescentes com problemas amorosos, mas como o imã é forte, um menina, sim para mim 18 anos é uma criança, como eu disse a ela eu só tenho 10 anos a mais que ela, então se ela quisesse levar a serio o que eu estava dizendo era com ela.

Ela me conta que namora um, e um ex de mais de 1 ano pediu pra rever e voltar com ela. (ponto). Qual menina não passou por isso e fez a burrice de trocar o certo pelo duvidoso e deu valor a aquele que te largou e não a quem está contigo. Disse a ela curta/simples/direta: "Dá valor a quem te dá valor" se ele é ex por que tem algum motivo, se fosse bom não era ex, a fila andou e agora Baba baby.. Ela ficou me olhando com aquela cara do tipo "te contei pra você me apoiar".

E depois em casa pensandando com meus botões e zipers:

Homem é igual a receita de bolo de chocolate, quando você vai pra cozinha o que não se pode faltar pra fazer um bolo de chocolate? Isso mesmo, o chocolate. O homem também. O que não pode faltar em um homem para ele ser de fato um homem? É isso aí, cada um dá o nome que quer para o acessório de lazer masculino. O aparelho genital todo homem tem. Sexo todos fazem, uns melhor ou outros pior. O que muda são os outros ingredientes, é o mesmo que ir fazer o bolo e faltar alguma coisa, tudo você pode adaptar na receita, o resultado pode ser inesperado.

Para as meninas apaixonadas de plantão, vai essa dica da titia Lucí: bolos de chocolate perfeitos são raros, então vale a pena prestar atenção nos demais ingredientes ou tentar coisas novas, não é por que o cara é caladão, tímido ou é oposto, que ele não gosta de você, o tempo sempre traz as respostas, se ele te respeita, te trata bem, por que ficar suspirando por um idiota do passado?

=)

Um comentário:

Uma aprendiz disse...

Oi, Luci

estava pensando sobre sua receita.

Sempre temos a mania de achar que poderia ser melhor. Erramos na mão. O chocolate deveria ser de outra marca. Deveriamos ter feito de cenoura ao invés de chocolate.

E se nada disso nos vem a mente, comemos até nos empanturrar e depois choramos pelos quilos ganhos.

Conclusão: nunca estamos satisfeitas com nada.

beijão, uma ótima semana pra ti