terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Tortelada

Domingo foi o almoço de despedida de minha mãe, que já voltou para sua terrinha e já deixou um pouco de saudade pelos cantos. Todas as vezes que ela vem ou eu vou pra lá, ela tem que trazer/fazer meu prato preferido, que é Tortei.
 
Muita gente nem sabe o que é isso ( tortei é uma massa recheada com moranga, para o preparo é igual a outro macarrão, cozinhar e colocar o molho que o tradicional é feito com "galinha caipira"), é um prato típico trazido pelos imigrantes italianos. A minha cidade natal, tinha um grande numero de descendentes de italianos, principalmente no bairro em que nasci. As italianas faziam os torteis e vendiam.
 
Porém para mim sempre vai lembrar os almoços de domingo na casa da minha vó. Minha vó não tem origem italiana, mas aprendeu a fazer o tortei, que para mim, sempre foi o melhor dos melhores, bastante massa e pouco recheio.
 
Lembro de chegarmos na casa dela e a mesa da cozinha estar coberta de tortei cobertos com panos de prato, que ela tinha acabado de fazer. Era mágico. O sabor, o melhor. Tinha quem não gostava, meu pai era um exemplar desses que dizia.. "Onde já se viu misturar doce com salgado?!" Ele não gostava. O resto da família aprendeu a amar essa comida, ainda amamos, mas hoje já não tem mais aquele gostinho, deixa apenas a nostalgia de bons tempos que não voltam mais, não daquele jeito, a personagem principal já partiu e levou junto com ela todos os segredos de uma boa tortelada de domingo.
 
Saudades.

Um comentário:

Asas Negras disse...

Talvez seja o tempo de outra pessoa descobrir a magica da Tortelada. Sua filha por exemplo??? Talvez o tempo de outra pessoa reclamar delas, talvez esse seja um sentimento parecido com o que sua mãe experimentou quando você tinha a idade da sua filha. Talvez não seja a Tortelada, mas seja outro prato que desperte o mesmo sentimento na sua filha e na avó dela. Talvez rs. Bom dia. O trabalho me chama. Não sou de ir contra os gatos, mas hoje é dia de matar um leão aqui no lab.