quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Mamães do Brasil


Segundo o nosso amigo Freud, a nossa personalidade é construída até aos 7 anos de idade, depois disso nada se altera muito.

Personalidade não é algo nato, é construída. Então pensem isso quando olham para esses seres que estão ai pertinho de vocês.

Depois de anos, não adianta querer por limites. Como diz minha mãe: "Pepino se torce de novo, depois de velho não adianta querer torcer!".

Nascemos com nossa índole, carater. Mas a personalidade nós construimos através de observações e como vivemos, atraves de exemplos.

Dizem que eu tenho uma personalidade forte. Não me orgulho desse título, que foi me dado a muitos anos e venho sempre tentando melhorar. Estava hoje a pensar nisso. Devo isso a minha mãe?

Lógico que sim. Nasci em meio a uma turbulência familiar, meu irmão adolescente estava dando muito trabalho e eu muitas vezes por questionar a falta de atenção da minha mãe em relação a mim eu sempre ouvia: "Ele precisa mais de mim do que você!".

Nunca fui tratada como criança, eu era uma adulta com 1,30. Por isso algumas amigas dizem que já nasci com 30 anos. Não é isso, é por que na minha fase de construção da minha personalidade, eu vivia em um ambiente de adultos, que me tratavam como adulta e eu tinha que entender o que acontecia e principalmente, aprender a me virar sozinha e ser responsável por aquilo que eu fazia.

Agradeço a minha mãe, por ela ter me dado essa oportunidade, de aprender com os meus próprios erros e nunca ter me impedido de correr atras dos meus sonhos, mesmo que ela não estivesse de acordo. Aprendi com ela a ser responsável e saber que todos os meus atos tem consequencia, que se eu fosse atras do que eu acreditava, ela estaria me esperando, mas eu não poderia contar com o seu colo.

Um defeito que acredito ter e que de muitas vezes foi útil, saber vencer os obstaculos e as dificuldades que a vida me impos, atraves dessa minha personalidade forte.

15 comentários:

Luciana disse...

É eu já sabia disso,(do que dizem c relação a formação do caráter)e fico preocupada qnd as vezes faço uma besteira.Afinal,tenho uma filha de 4 anos e agora espero outro.
Cara,é muita responsabilidade ser mãe.Pq se errarmos a vida não nos outra chance pra acertar mais na frente.E isso é preocupante!
Mais vou vivendo tentando acertar,me corrigindo todos os dias,afinal ainda sou uma criança mimada e mal educada.rs

Bjos minha linda

Vivian disse...

...olá querida!

personalidade forte não deve
jamais ser motivo de culpa
ou defeito, e sim a mola
que nos impulsiona a nos
proteger, porque viver
não implica somente em
respirar, e sim enfrentar
todos os obstáculos que
a vida trás.

e pessoas 'fraquinhas'
emocionalmente, tornam-se
joguetes do mundo,
diferentemente daquelas
que sabem se cuidar.

um bj

Ana Lu disse...

Personalidade forte n eh uma coisa ruim!
Vc sabe se impor, isso é ótimo.. Eu que sou bobinha, sempre fui.. Deixava as pessoas fazerem gato e sapato de mim, e as vezes deixo ainda..
Só por n conseguir falar "o meu, faz um favor, vai ver se eu to na esquina"...
Tbm acho que criança se cria no berço. E não com 15 anos.
;D
Bjs!!

Iúna disse...

aah!! é tão bom ter personalidade forte, pior é ser do tipo desvairada, sem força na peruca. Vc é admirável, isso sim.

*** Cris *** disse...

Sabias palavras amigas e que elas sirvam para a mamaes de plantao.
Bjs!

Diogo Caceres disse...

Boa tarde minha amiga, que legal sua postagem.. é verdade, o meio onde vivemos influi em muito em nossas personalidade. Como espirita e alguem que busca conhecer a vida, observo q realmente o periodo até os 7, 8 anos da criança é marcante p/ se passar valores essenciais p/ sua vida. Lia uma matéria de psicologia q falava sobre traumas sofridos nesse periodo da infancia q afetavam a vida da pessoa mesmo decorrentes mais de 30 anos apos o ocorrido.
O papel de mãe e pai deve sempre ser levado da maneira mais sublime!!! Ótima postagem amiga... hj vim tirar minha sementinha de aprendizado... Deus a abençoe e excelente quarta!!!!

*** Cris *** disse...

ei...vc jah pegou meu selo que ofereci a todos meus amigos...vai lah...bjs!
(selo paixao)

Viviane Moraes disse...

Personalidade é difícil mesmo, pricipalmente quem tem cabeça dura.kkkk

Vc falando como foi a sua personalidade quando era bebê, eu nem lembro disso.

Só sei que nasci em familia de doido.rs

Também me falaram que caiu de uma escadaria de 20 metros e não morri, por isso que sou um pouco doidinha..hehehehe

marcela disse...

Nossa esse texto parece que foi escrito por mim pq eu tbm tive que amadurecer mais rápido. Acho que p/ suprir a falta de atenção da minha mãe que tbm ligava mais para os problemas da minha irmã mais velha. Só que no meu caso não sei se foi muito bom não, quer dizer, eu sou muito responsável mas muito carente tbm. Que bom que p/ você funcionou de outra forma. hauhauah essas coisas acho que nem tio freud explica hehehe.
Beijinhos e muitissimo obrigada pela visita e pelas palavras de apoio.

Pelos caminhos da vida. disse...

Penso assim como vc.

Mas o que fazer qdo se tem uma criaturinha dessa na casa e a gente não consegue mudar?

Amiga fiz uma postagem especial para um amigo nosso,gostaria que vc fosse prestigiar essa homenagem.

beijooo.

M a r i disse...

Me identifiquei ao extremo com seu texto. Também sou dona de personalidade forte, por um lado adoooro, por não engulir muito sapo (exceto nos tempos que eu quis mudar e não conseguir, tentando ser boazinha), mas agora vejo, isso não me faz uma pessoa ruim. O que posso fazer é tentar melhorar e aprender dosar as minhas atitudes. E desde cedo tenho ações maduras que me orgulho por ter tido a mãe que tive. As vezes até falo pra ela: ' a senhora me ensinou princípios demais, me fazendo agir sempre com sensatez, e as vezes isso me incomoda', rs.

Beeejs!
;]

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Luci!

Também sou um cara de personalidade forte e digo mais. Tenha orgulho sim disso. Ser forte prova que passamos por dificuldades em nossa infância. Eu me orgulho muito disso tudo que sou hoje. Orgulhe-se também.

Concordo com o texto. A fase mais importante de um ser é a infância. Os pais determinam grande parte de nossa personalidade sim. E com o passar dos anos apenas a aperfeiçoamos. Também tive que me virar quando era criança.

Cuidava de meus irmãos menores durante essa fase (6 e 7 anos) e foi difícil para mim. Eu lembro que eu ia para a pré-escola sozinho as vezes. Mas minha mãe sempre confiou em mim e não minto quando digo isso. Eu ia sozinho à pré-escola com 6 anos!

A família, tanto pai quanto a mãe, é fundamental para o desenvolvimento de uma criança.

belo post.

Beijos.

Querido Diário Otário disse...

Em boa parte do teu post parece que você estava descrevendo minha personalidade.
Não sei se tenho personalidade forte, só que as vezes não aguento e explodo, ai é ruim demais :x

Beijão'

Dias disse...

Boas

Várias vezes passo por Posts longuissimos, que me valem uma linha de comentario. Hoje e aqui passo por um Post meio-comprido que de comentario nem uma linha me leva porque me é impossivel faze-lo de tanto que nos deixas para te dizer.

Abraço forte

P.S. "Metida"? Então benditos os "metidos" pois não temem fazer/viver :)

*Lusinha* disse...

Eu não sei se concordo com Freud por completo.
Acredito que o que somos é sim fruto de tudo que vivemos, mas muita coisa pode mudar com o tempo...
Bjitos!