domingo, 2 de janeiro de 2011

Segundo dia...


Legião Urbana - Sereníssima

Sou um animal sentimental
Me apego facilmente ao que desperta meu desejo
Tente me obrigar a fazer o que não quero
E você vai logo ver o que acontece.
Acho que entendo o que você quis me dizer
Mas existem outras coisas.

Consegui meu equilíbrio cortejando a insanidade,
Tudo está perdido mas existem possibilidades.
Tínhamos a idéia, mas você mudou os planos
Tínhamos um plano, você mudou de idéia
Já passou, já passou - quem sabe outro dia.

Antes eu sonhava, agora já não durmo
Quando foi que competimos pela primeira vez?
O que ninguém percebe é o que todo mundo sabe
Não entendo terrorismo, falávamos de amizade.

Não estou mais interessado no que sinto
Não acredito em nada além do que duvido
Você espera respostas que eu não tenho mas
Não vou brigar por causa disso
Até penso duas vezes se você quiser ficar.

Minha laranjeira verde, por que está tão prateada?
Foi da lua dessa noite, do sereno da madrugada
Tenho um sorriso bobo, parecido com soluço
Enquanto o caos segue em frente
Com toda a calma do mundo...

*
E aí, todo mundo já virou abóbora novamente? O encanto da virada de ano já passou?
(um longo e pesado suspiro...)

Eu nem ia escrever, estou melancolica/triste/inquieta e adjetivos semelhantes, mas escrever me desaborrece e limpa a alma. Estou assim culpa desses dias de festejos, fiquei a pensar em família demais, ver coisas de mais, sentir inveja demais, lembrar demais, ai eu fico esse trapo humano, por isso não gosto de festas, elas despertam essas coisas dentro de mim que me deixam assim tão enfadonha.

Eu tento tratar esses dias como os outros, mas as outras pessoas nao agem assim! Ai eu fico me contaminando por todos os lados, e quando vejo ja ando com os olhos marejados pelos cantos, com raiva até da minha sombra e com a lingua afiada, só esperando alguém pra eu morder.

Vi os fogos da minha sacada, um lindo espetaculo pra deixar qualquer turista rindo atoa. Vi familias completas passando vestidas de branco pela minha rua, vi gente fazendo simpatia, vi gente tomando espumante, as mesmas coisas de sempre.

Ahh aquilo tudo!

Minhas férias chegaram ao fim. Amanhã volto ao trabalho,  e confesso que senti MUITA falta de ir trabalhar. Minhas ferias não foi como a idealizada por mim. Não li nenhum livro. Vi muitos filmes. Fiquei quase uma semana sem computador. Fiz palavras cruzadas nesse periodo de desintoxicação virtual. Nao ganhei na mega da virada. Fui a praia num final de semana e lembrei o pq eu não deveria ir, herdei uma micose no pe. E foi duas semanas de ferias e festas de final de ano beeeeem dificieis.

Começando pelo último dia de trabalho, dia 17! Coincidencia aniversario de minha mae. Apesar de dizerem por ai que eu sou uma desnaturada, eu lembrei disso logo que acordei e lembrei de ligar pra ela, mas deixei pra noite, por que eu estaria mais descansada, acreditava eu.

Bom, esse dia foi um inferno! Comecei ele mal, com direito a jogar capacete no meio da rua, chegar com mais de meia hora de atraso (eu estava trabalhando pela manhã). Ultimo e mais cansativo, deixar tudo em ordem pra volta. Sai de lá quase 3 horas da tarde, eu tinha medico as 5 e meia, só deu tempo de eu chegar em casa tomar banho e voltar.

Fui pegar onibus pra ir pro medico, mas de 1 hora, no sol, suando. E o onibus NAO passou. Eles pensam por que a faculdade está de ferias é que ninguem de perto pega onibus. Consegui um onibus quase 5 horas, horario de pico, ele nao andava. Perto da parada me desliguei e tinha passado um pouquinho quando apertei o botao, e o fdp do motorista nao parou e so parou na proxima, tive que voltar mais de 10 min, a pe, no sol, suando, sei que cheguei no consultorio as 6 em ponto, com o medico ja saindo, mas ele me atendeu gentilmente, o que amenizou a m* daquele dia.

Na volta, pegar onibus novamente, com a revitalização da Av. do Estado, mudaram as paradas, mudaram horaios, fiquei mais de 2 horas pra conseguir entender onde o meu onibus passava e quando ele passou o fdp do motorista nao parou.

Acabei pegando um que faz turista na cidade inteira, mais de 1h e meia socada dentro de um onibus, cheguei em casa quase 10 horas, eu so queria comer, tomar banho e dormir, me stressei com saponildo, em resumo, EU NAO LIGUEI PRA MINHA MAE NO DIA DO ANIVERSARIO DELA, por que eu nao estava afim de falar com ninguem depois desse dia de cao! Fui dormir sem comer mesmo.

Sabado eu acordo as 9, com o telefone tocando, era minha mae, e o discurso de coitadinha, que os filhos nao ligam mais pra ela, que ela é abandonada, e bla blas e bla blas...explodi, ela queria me obrigar a ir passar minhas ferias com ela, eu nao queria, eu queria ficar na minha casa, curtindo o meu tempo livre, sem fazer nada sem ver ninguem... pode?

Entre muitas conversas ela se revoltou comigo, me desejou feliz natal e feliz ano novo.

E eu estou remoendo esse assunto a exatamente a duas semanas. Fiquei com muita raiva, por que eu nao consigo manter uma relação saudavel com minha propria mae, por que ela nunca tem nada de bom a me dizer, sempre reclamando..reclamando, se fazendo de coitadinha, colocando defeito na minha vida; É um caso mal resolvido e nao sei se algum dia va se resolver e veio piorando conforme eu fui crescendo.

Chega, nao quero mais falar nela, eu fico 10 vezes pior.

Nem tudo é perfeito no meu conto de fadas.

É só um desabafo, e aqueles que acham que eu nao deveria falar assim com minha mae e etc, é por que cada um sabe a mae que tem e eu nao conto 1/3 das coisas que ela me liga e diz, ela me sufoca, me deprime, sempre comparando, muitas vezes eu desejei nao ter mae.

Amanha eu volto pro trabalho. Lá tem a cozinheira, a Fofa. É uma senhorinha, ela se apegou tanto a mim, ela me trata tão bem, que eu desejei que ela fosse a minha mae, mas ela nao é e eu nao posso trocar.

Deixa pra la...

5 comentários:

Nanda Assis disse...

amoo essa musicaa! q este ano seja bom p nos dois.


bjosss...

Juliana Lira disse...

Lucí

Confesso quue fiquei com medinho de comentar rsrsrs
É que eu sou dessas pessoas chatas , açucaradas que adoram natal e ano novo.
Também sou dessas apaziguadoras que tentam unir oriente e ociedente todo tempo.
Mas compreendo bem você. Minha família consegue fazer mágicas com meu bom humor! rs
Pra ter uma idéia comecei o dia 24 cantando e dançando no quarto e terminei chorando agarrada ao travesseiro.
No entanto, acredito que nada nessa nossa vida é por acaso.Há uma razão pra sermos quem somos e termos a família que temos, talvez aprender sobre paciência e tolerância (vai saber rs)
Nem sempre os dias são de sol, nem sempre a pessoa que deveriamos ser mais próximos nos correspondem...

Mas sorria um sorriso largo e respire essa vida que Deus te deu, isso vai passar e um dia as coisas se acertam.

No mais desejo um 2011 com muita união, saúde, paz e FELICIDADE pra você, que Deus te abençoe.

Encerro por aqui...
(ainda com medo de ter chateado vc com meu comentário)

Faz parte rs

Ps: essa musica é show, cortejo a insanidade desde os dias que abri os olhos pra esse mundo LOUCO! rs

Milhões de beijos

Ana Lu disse...

Pelo menos o fim do ano levou um pouco desse stress embora, Luci! E que 2011 traga muito menos deles, porque né, ninguém precisa!
Feliz ano novo!
Beijos

Youko Watanabe disse...

Lembrei daquela senhora que cuidava de tua casa e que vc ja se referiu aqui outras vezes.. Saudades Lucí.. beijos

Dora disse...

Lucizinha, desnecessário dizer o quanto as músicas de Legião fazem parte de mim, bom sobre o resto do post... um pouco triste. Também tenho minhas desavenças com minha mãe, mas sempre procuro lembrar (embora às vezes não seja fácil) que ela sempre faz ou diz o que "pensa" ser melhor pra mim... rs
Menina, fiquei emocionada com aquelas lindas palavras pra mim. Mesmo. Obrigada, Lucizinha, tu sabes o quanto a minha vida virtual seria sem graça sem ti... rs
Um cheiro grande.