quinta-feira, 15 de março de 2012

Quem acredita em fadas?

Ontem em uma passagem de um canal pra outro, caio no Ratinho e uma reporter comentava sobre uma homenagem ao criador do Chaves e ela mencionava que apesar de debilitado ele se mantinha lúcido. Lembrei de mim.

Lembrei que um dia eu tinha medo de perder a consciencia, e tentava a todo custo me manter lucida e alimentando essa lucidez com o que eu acreditava que manteria um pouco mais viva. Acho que hoje somente me manter lucida não é mais suficiente, talvez uma boa dose de alienação seria melhor.

A vida não podia estar melhor, em quesitos profissionais e sentimentais, mas é algo interno que eu busco, preciso de estar em equilibrio e em paz para estar feliz. Então.. não estou feliz. Sinto-me totalmente desequilibrada, no sentido real da palavra, tenho vontade de avançar em meia duzia de gente, porem nao o faço e isso que é realmente estranho, meu normal não é avançar em ninguém, mas não é engolir sapos e quando eu consigo me controlar, ai sim que eu fico descontrolada internamente, parece que eu violo uma regra do meu código moral: "Dizeis tudo o que pensa"

Eu não tenho respostas, acreditei que era a fase do meu inferno astral, mas já esta se demorando demais pra passar e atingindo outros infernos, talvez a inquietude seja exatamente por isso, por estar tudo bem e eu precisar de situações que me tirem dessa zona de conforto externa, por que interna já perdi faz tempo.

E vou reclamar e vou escrever sempre que eu achar necessário, afinal eu criei essa coisa aqui pra isso, não somente pra escrever sonhos, pq no momento a minha vida é real!

PS- Não faço o tipo de mulher que empanar e virar o rabo pro sol resolva algum problema. ;) Estais a me confundir com outras que você conhece.

Um comentário:

Pietro disse...

Quem falou em resolver problema? Era só para a diversão alheia... :-P