quarta-feira, 13 de abril de 2011

A 4 anos que você deixou meu mundo mais negro...


Hoje no trabalho...

Uma colega: Que dia é? Deixa eu ver, é dia 13..

Eu: Que dia? (estava pensando longe).

Ela: Dia 13.

Eu: Hoje fazem 4 anos que perdi meu pai. O tempo passa rapido demais.

Ela: Nossa Lu... que frieza!

*

Acredito que não foi o que falei, mas sim como falei que causou esse choque nela. Não é frieza, é um jeito fácil de compreender a vida, talvez ela esperava que eu chorasse ou ficasse melancolica, mas não. As dores de sua perda, eu ja senti todas naquele ano, agora fica as saudades, os sonhos e as lembranças que com o passar dos anos vão ficando mais apagadas e espaçadas.

Um comentário:

Andréia disse...

Que bom que voce tem esse dicernimento de agir assim.
Eu ainda não evolui á este ponto.


beijos Lucí