segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Lacunas negras

Eu ainda consigo me surpreender. Quando eu penso que eu estou bem resolvida, minha mente trabalha contra mim.

Na semana que se passou, trabalhei bastante. Substitui a menina da manhã. Ha muitos anos eu não acordava tão cedo com um objetivo de sair de casa.

Surpresa, Lucí! O mundo não para enquando você dorme!

Muita gente na rua, carros, bicicletas. Vida!

As lembranças vieram, a dor no peito, um misto de lágrimas. Onde eu estive todo esse tempo?

A resposta: Lacunas negras.

Foi o que veio a minha cabeça, os espaços negros em minha vida. Aqueles em que eu pensava e dizia a mim mesma que não iam me doer, que eu tinha me conformado, que eu aceitei.

Não. Minha racionalidade me jogou tudo isso na cara, em um trajeto de menos de 15 min.

Onde eu estava?

Eu pensei que não ia me cobrar...

mas...

2 comentários:

Ana Lu disse...

As vezes as lacunas insistem em tomar conta das nossas vidas, mas a gente tem que batalhar pra viver e preenchê-las de coisas boas
=]
Beijoss

*** Cris *** disse...

Olá, moça! Como vc está?