quarta-feira, 3 de março de 2010

Ego mandão

Como diz o post anterior é em pequenas coisas que minha mente nada ociosa trabalha.

Observando e repensando a vida, cheguei a conclusão que a decepção é proporcional ao nosso egoismo.

Quanto mais amamos uma pessoa, mais desejamos que ela nos ame. Certo?

Inconsciente queremos ter o poder sobre essa pessoa. Certo?

E quando a pessoa não faz o que queremos ou não age como gostariamos, nos decepcionamos. Certo?

Então somos ou não somos egoistas e a decepção é resultado do tamanho do nosso ego mandão?

Um comentário:

Cadinho RoCo disse...

Mas é aí que entra a questão do amor que não se permite a comandos que queiram comensura-lo na dimensão da conquista ou do egoísmo, porque se somos seres limitados, temos sim a possibilidade de sermos infinitos também. É quando entramos na sintonia da liberdade que é a que irá nos remeter,sem escala, para o amor.
Cadinho RoCo