quinta-feira, 4 de setembro de 2008

História para boi dormir!

Dia: Ontem, cedo da manhã!

Fato: Por onde começar? Hummm. Pelo começo, bem pelo começo. A algum tempo atrás conheci uma moça, em um centro de recuperação, ela assim como eu tem alguns problemas de saúde, fez a retirada de um pedaço do cérebro, devido ela tomar muitos remédios (errados) ele paralisou. Agora ela está em uma fase de manutenção.

Os pais dela ontem a trouxeram até minha casa (sem me avisar!) e praticamente imploraram que eu a ajudasse fazer o trabalho de escola dela. Até por que eles vinham me ligando e eu dizia que não tinha tempo (não me julguem! espero eu concluir a história!).

Em duas horas eu ditei 8 trabalhos a ela. Ditado! Ela não pensou uma virgula! Até tentei fazer com que ela pensasse um pouco, mas digamos que eu sou ouvia: "eu não consigo!".

Depois de tudo praticamente pronto, ela só precisaria passar a limpo. O que eu ouvi:"ahh eu acho que não tá bom, o dos outros ficou diferente!".

Reação minha: Caramba! É sempre assim, por isso que eu não queria ajudar! Por que pra ela nunca está bom. O dos outros é sempre melhor. Se ela não confia em si mesma, não dúvide da minha capacidade. Eu sei bem o que faço e sei o quanto eu posso fazer. E outra: "se sabia como era pra ser feito, por que não fez.. ou por que não pediu para quem sabe fazer! (eu senti uma fúria dentro de mim!) isso basicamente foi um resumo das muitas coisas que eu falei. Eis que eu escuto um sonoro: "é eu não tenho vontade de fazer nada!". Se coloquem em minha situação, eu sempre tento ajudar essa pessoa, mas ela não se ajuda! Ela não confia nela mesma e mesmo pedindo ajuda pra mim, não confia no que eu faço. Eu me garanto!..

Reação dela: Chorou.

Nova reação minha: Mandei engolir o choro, por que ela estava muito mal acostumada. Eu não era nada dela pra ficar passando a mão na cabeça dela. Falei o que ela precisava ouvir, não vou ficar mimando ninguém. Acorda pra vida. Problema todo mundo tem. Pedir ajuda não é defeito. Agora não querer se ajudar e esperar que todo mundo faça as coisas por ela, é o cúmulo e sempre ficar reclamando.

Reação dela: Chorou.

Moral da história: Se você não sabe fazer algo e pede a alguém que você julga saber, confie nessa pessoa, até por que você não tem outra alternativa. Se você não sente vontade de fazer nada, não espere que as pessoas tenham vontade de fazer as coisas para você e ainda ouvir você reclamando.

Final: (acho que por um bom tempo... ela não me procura mais!) Isso estragou meu dia! Passei o dia todo com muita dor de cabeça!

5 comentários:

Tassi disse...

Menina, isso é verdade: eu ando muito pilhada!!! hahahah Quero descansar mas a minha pilha não pára, que horror! hahaha Hoje ía no Hopi hari com o colégo, mas amanhã viajo e minha mãe não quis deixar. Viagem vai em conta por ora hahaha Tudo bem, a gente vai levando...rs


Sobre oq escreveu: já passei pelo mesmo. É o cúmulo da falta do que fazer. Se vc quer ajuda, pedir não é defeito (idem ao q vc escreveu..rs)O mínimo q se faz, é agradecer pela boa vontade alheia, mas ficar ouivindo reclamações denecessárias eu mando é plantar banana em outra freguesia, ora bolas. Haja paciência e saco pra isso.. ngm merece, mesmo!! [momento revolta eheueheuehue]

E se alguém lhe procura, é pq de certa forma confia no seu potencial e parcela de ajuda. Caso contrário.. só pode ser falta do que fazer..rs Aow mundo da pá-virado, né? Santo Deus..rs


beijos queridissima
até mais ver ;*

pirajussaralondon disse...

hahahaha sei que você deve ter ficado muito brava, mas é muita cara de pau da pessoa, desse jeito não tem cura, tem que ter vontade e partir dela em primeiro lugar, fazia tempo que não escutava a expressão "Engole o Choro" hahaha

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Que coisa mais chata isso hem!
Mas é passando por algo como vc passou é que aprendemos a dizer não na hora certa.
Admiro a paciência que vc teve,ganhou uma dor de cabeça, mas não esquenta amiga,vc tentou,assim não ficou com a consciência pesada.

beijooo.

NOCTURNO disse...

Fizeste o que podias e isso é que é importante, tenho a certeza que a tua atitude não será esquecida.

Agradecido pelas lindas palavras que deixaste na minha casa, volta sempre que desejares.

Beijo

Dora disse...

Ainda que tenha causado um sofrimento momentâneo, depois ela vai ver que foi importante. Ninguém pode viver numa redoma. Fez bem. "Passar a mão na cabeça" nem sempre é bom. Nesse caso, acho que um puxão de orelhas foi bom. Você procurou ajudar e é o que importa.
De novo, né?! Curiando teus posts passados... é que eu sou sua comentarista remanescente...