segunda-feira, 29 de julho de 2013

Sonhos já sonhados...

Chegava em casa, cansada do trabalho, largava as coisas em cima do sofá... escuto risinhos de meninas, elas estavam cantando e dançando, havia uma música baixa de fundo não identificada por mim. Ela corre ao meu encontro, me abraça e aponta para a sua amiguinha. Olho perplexa, a reconheci imediatamente, ela sorri com os olhos...a única coisa que me vinha a mente "como ela chegou até aqui? onde elas se conheceram?".
 
Levei minha menina até o banheiro dela. Rosa lindo, posso visualizar cada detalhe ao fechar os olhos, sentei com ela e perguntei quem era a amiguinha dela. Ela me olhou com os olhos tristes: "Você não gostou dela mamãe?" Como explicar a ela que elas não deveriam ser amigas? Não tive coragem. Apenas perguntei quem vinha busca-la e ela me diz que era o pai dela e ele ja deveria estar chegando.
 
A campainha toca, abro a porta, sim era ele. A minha esperança é que ele não me reconhecesse, o jeito era agir normalmente... quando entrego a menina, ele sai vira as costas e parecia sair, derrepente se vira e ia dizer alguma coisa.
 
Eu acordei.

Um comentário:

Gustavo Alvarez disse...

a vida é um sonho, apenas inventamos a realidade...

abç

Gustavo