sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Reencontros

Toda vez que tenho que voltar ao campus em que cursei a minha antiga faculdade, da um frio enorme na barriga, da medo. Medo de reencontros, de ter que me explicar. Não tem jeito, é só lá que tem o melhor e mais barato xerox da cidade, não tem como fugir.

Lá me fui ontem, já na entrada do estacionamento, uma voz atras de mim... "Ei, psiu, o que tem feito? Faz tempo que nao te vejo mais!" Eu queria enfiar minha cabeça no buraco, "o tempo que nao te vejo mais" é igual a anos! Preferi fingir que nao era comigo, mas a mulher nao sossegou e refez a pergunta atras de mim.

Tive que parar, dar explicações e ela era a senhora da papelaria, pq será que senhoras de papelarias nao me esquecem???

Na metade do caminho, reencontro meu professor, antigo tutor de estagio, que foi o periodo em que parei e "seu madruga" na hora me reconheceu e me fez cobranças. Enquanto ele me fazia perguntas, surge um colega que hoje é professor do mesmo curso, tive que parar alguns minutos pra conversar e mais explicações... e me fui em direção ao xerox.

No xerox, o carinha que trabalha lá a anos, tbm me fez perguntas...

E eu que só queria tirar umas 200 copias e nao via a hora de sair de lá! Mas é bom saber que apesar dos anos, percebo que notaram a minha ausencia, que me senti querida e acolhida naquele lugar que um dia foi meu sonho, nao digo que nao voltarei mais, que eu desisti, mas no momento minha vida segue outro rumo, quem sabe um dia eu volte a terminar o curso...

4 comentários:

del disse...

Mas por que medo? Você não deve nada a eles, oras! Tenho certeza de que ninguém ali pagava seus estudos ou paga, hoje, suas contas. Tão pouco te fazem sopinha quando você está doente. Você tem que andar de cabeça erguida, dona de suas decisões e destino :)

Lay Santana disse...

Luci, eu terminei meu curso, hoje sou um pouco arrependida por não ter ido logo pra o jornalismo... Mas em fim.
Acho que o tio da xerox não ia me reconhecer. E que bom que apesar dos seus temores do retorno, você se sentiu acolhida. É isso que importa: Você fez falta.

Por falar em retorno, ainda lembra de mim? Do Anjos e Sonhos?

.:*Aline*:. disse...

Ah, pois eu amo saber que não sou esquecida, que passo por lugares e as pessoas me reconhecem. Sinal de que tive presença marcante. E tbm sou uma saudosista nata. Gosto de falar do passado, das coisas vividas, das experiências.. Pra mim é sempre bom demais!!

Pai do Coração disse...

Oi ... talvez recomeçar seja mais difícil do que começar. Sem contar a falta de tempo e o orçamento, ainda temos que romper um barreira psicológica ou da preguiça. Comece com cursos simples ... gratuitos a distância (site da FGV, TCU, etc), para pegar ritmo, disciplinar-se, é como ficar em alerta, em prontidão para aproveitar oportunidades e bom momento para retomar algo mais complexo.