terça-feira, 11 de outubro de 2016

Por onde eu começo? Walk...



[...]
Estou dançando na minha cova, correndo pelo fogo
Sempre, a qualquer momento, eu não quero morrer nunca
Eu não quero partir jamais, eu nunca direi adeus
[...]


Eu escrevo esse texto mentalmente por vários dias. Não me sinto a vontade pra falar de mim.. da minha vida. Estou passando uma fase negra. Enfrento novamente problemas de saúde e já passei da fase da negação... mas não entrei na fase da aceitação. Sim, já chorei e pensei.. "Merda! Eu só tenho 34 anos!".

Mas vamos lá, cabeça erguida como sempre! Assim como o cara aí de cima... minhas cordas vocais alojam um cisto, descoberto a quase dois meses, antes mesmo de saber do "Show das poderosas". Uma perda de voz constante... junto com um cansaço. Bom eu julgava andar com preguiça de falar, antes fosse somente isso. Segundo a otorrino.. vamos observar o comportamento dele.

Ahhh! Minha tireoide também resolveu virar hospedaria, existe outro cisto de 3mm fazendo residência no meu pescoço pelo lado direito. Segundo a endócrino...vamos observar o comportamento dele...

No mais eu vou levando a vida.

Ou a vida vai me levando?

Pretendo voltar a escrever, preciso.. mas nos últimos tempos realmente eu me isolei, foi necessário.



Nenhum comentário: