segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Pais brilhantes, professores fascinantes

Pais brilhantes,professores fascinantes - Augusto Cury

A algum tempo já tenho conhecimento da obra de Augusto Cury, não é o tipo de leitura que gosto, mas aprecio o modo dele escrever, um grande entusiasta da vida.

O tipo de livro que me fez voltar ao passado, trouxe reflexões e amarguras. Saber o quanto meus pais erraram na minha educação, não os culpo, eles fizeram o que sabiam fazer. E como eu não quero agir com meus filhos, se é que eu realmente penso em te-los.

Um bom livro, não é daqueles que eu leio em dois dias, de cabo a rabo. Fui remoendo, lendo aos poucos, pensando e lembrando.

Algumas partes que talvez tenham algum significado pra quem as leia:

"Peço aos mestres que dêem especial atenção aos alunos tímidos. Eles têm diversos graus de fobia social, de expressar suas ideias em público. Estamos fabricando uma massa de jovens tímidos. Os tímidos falam pouco, mas pensam muito, e às vezes se atormentam com seus pensamentos. Já disse, os tímidos costumam ser ótimos para os outros, mas péssimos pra si mesmos. São éticos e preocupados com a sociedade, mas não cuidam da sua qualidade de vida."

"Do que se alimentam intelectualmente psicopatas ou ditadores? De verdades absolutas. Eles não duvidam, não questionam seus comportamentos inumanos. O mundo gira em torno das suas verdades. Eles ferem os outros e não sentem a sua dor. Para que um psicopata se liberte, ele precisa aprender a amar a arte da dúvida, pois só assim saberá repensar e se colocar no lugar dos outros."

"Proteger a emoção é fundamental para se ter qualidade de vida."

(como se eu não soubesse, e quem consegue?)

Nenhum comentário: