quinta-feira, 2 de junho de 2011

Uma corrida dissimulada.

Desci do ônibus e desceu junto comigo uma senhorinha, baixinha, óculos, gordinha, cheia de sacolas. Pernas curtas que demorou a descer.

Eu com os fardos de sempre: bolsa, casaco, capacete.

Quando chego na entrada do túnel, quem eu avisto? A senhorinha.

Ela LÁ na minha frente.

Quando chego na padaria, quem eu vejo? A senhorinha.

Ela LÁ na minha frente.

Quando eu chego na rua de casa, quem tá LÁ na minha frente?

A senhorinha.

Conclusão:

Perdi uma corrida pra senhorinha e eu percebi isso nos olhos de satisfação dela.

4 comentários:

Nanda Assis disse...

kkk engraçado!

bjos...

Natalia Smirnova disse...

Blog interessante o seu, você realmente sabe escrever. Então, se gosta ler e de romance, visite o POET e leia o mais novo blog-book “Illegitimate”. Ele é escrito e publicado simultaneamente, então pode comentar e criticar a vontade...rs. Confira. http://pagesoferasedtext.blogspot.com/

Andréia disse...

Hahahaha..

Sabe na minha lua de mel fomos para o sul de minas em um hotel fazenda e adivinha..
Em todas as atividades eu tava quase morrendo rsrs..
E em todas elas a terceira idade deu um show de disposição kkkkk

beijos

Anônimo disse...

Luci, cadê você?
Não abandona o blog não!!!
Beijos